Historia da Comunicação


História da comunicação
           Partindo de uma visão bíblica, a comunicação tem iniciativa Divina.  “No princípio criou Deus o céu e a terra. Gênesis” 1:1.  Quando o soberano Deus viu o caos da terra “E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.” Gênesis 1:2 Deus estabelece o processo de comunicação por sua própria iniciativa. “E disse Deus: Haja luz; e houve luz”. Gênesis 1:3. Dar-se inicio a comunicação de Deus com a Humanidade.
          Do ano 4004 a 2400 A.C um período que durou 1600 anos é conhecido como o tempo antediluviano. Tempo cronometrado pela historia da Bíblia, a palavra de Deus. Esse período começa com a criação e dura até o dia em que Noé entrou na Arca. Noé entrou na arca, e com ele seus filhos, sua mulher e as mulheres de seus filhos, por causa das águas do dilúvio. Dos animais limpos e dos animais que não são limpos, e das aves, e de todo o réptil sobre a terra, Entraram de dois em dois para junto de Noé na arca, macho e fêmea, como Deus ordenara a Noé. E aconteceu que passados sete dias, vieram sobre a terra as águas do dilúvio. Gênesis 7:7-10
          Os historiadores afirmam que foi no ano de 3. 800 A.C. que os homens se comunicavam através de desenhos, feitos com pigmentos de argila e do carvão vegetal. Como as pessoas ainda não conheciam a escrita, eles foram criando formas de códigos que pudessem deixar para as gerações futuras as sua historias e os seus conhecimentos e fizeram através de gravuras nas paredes e na comunicação oral que era passada de pai para filho. “E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração; E as ensinarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te e levantando-te”. Também as atarás por sinal na tua mão, e te serão por frontais entre os teus olhos. Deuteronômio 6:6-8 Deus ordenou aos filhos de Israel para que a Historia não fosse esquecida que eles ensinasse aos filhos, e falassem em casa, no caminho, ao anoitecer, e colocassem como sinal na mão e na testa para que não fossem esquecidas.
           Foi nesse milênio aproximadamente 3.200 A.C que os sumérios criaram o alfabeto formado por figuras que lembravam os objetos do cotidiano foi a partir desses desenhos que os fenícios também criaram um modelo próprio de escrita.
          Foi Ramsés II no Egito que começou a usar o pombo correio datado desde 2.900 A.C esse meio de comunicação continuou a ser usado até o ano de 2002 pela policia indiana.
          Após o dilúvio Nasce o período pós-diluviano que compreende o tempo de 400 anos do dilúvio até Abrão que vai de 2.400 a 2.000 a.C. Nesse período  
          Percebemos que no relato do capitulo onze de Gênesis Deus confundiu a língua falada e espalhou os povos sobre a terra. Nasce uma necessidade dos grupos de línguas diferentes se comunicarem.
         Diante dessa necessidade de compreender os códigos de comunicação, nasce a história da comunicação. Havia uma necessidade de comunicação entre os povos. A sociedade já não falava a mesma língua, não habitava mais na mesma localidade geográfica e as relações entre povos era cada dia mais difícil devido à divisão das línguas. Nesse período a comunicação se deu entre pessoas da mesma tribo ou através de códigos não verbais como gestos, sinais, formas e através da história contada e passada de pai para filho. etc...
          Depois vem o período patriarcal chamado também de os patriarcas que durou 200 anos de 2.000 a 1800 A.C tempo de Abrão, Isaque e Jacó os patriarcas mais conhecidos da palavra de Deus e da história. Nesse período a comunicação escrita já existia, mas era privilegio de poucos. Os patriarcas se comunicavam através de códigos jê existentes como sinais “E apareceu o Senhor a Abrão, e disse: À tua descendência darei esta terra. E edificou ali um altar ao Senhor, que lhe aparecera.” Gênesis 12:7 quando os patriarcas ouviam a palavra de Deus eles contruiam um altar de pedra no lugar para que todos que ali passassem soubessem que Deus Havia falado naquele lugar.  O altar de pedra construído era um sinal de comunicação entre eles. GN. 8.20, Gn 13.4, Gn 13.8, Gn 26.25 etc...
          De 1800 a 1400 AC foi o período que o povo de Israel ficou no Egito. Esse período de 400 anos A comunicação ainda era muito difícil e continuava como um símbolo das classes mais elevadas ou as famílias reais.  A escrita no Egito tem tanta importância sócio-político-econômica quanto metafísica, esta última dá-se pela crença na eternidade, os mortos eram homenageados com hieróglifos, arte sagrada, quando mumificados.
          A arte da escrita, da imagem perfilada, ou seja, a lateralidade, a eternidade pós-morte e a ideia de divinização vinda da crença politeísta fez do Egito uma das civilizações mais organizadas da época. A estrutura da escrita e da monarquia, sistema unificador que garantia poderes à monarquia dos faraós colocou a nação num patamar eminente. A escrita hieroglífica alicerça-se em:

*      Ideogramas (sinais-palavras);
*      Fonética (sinais-sons);
*      Símbolos alfabéticos (sinais-grafos).

           Foi nesse período que o êxodo aconteceu. A saída do povo do Egito.  Deus escolheu Moisés um hebreu para  libertador o Seu povo,  criado no palácio de Faraó, versado nas ciências e nas artes do Egito, comunicador que falaria a Faraó em sua própria língua.
Foi nesse tempo que Deus levantou Arão, como porta voz de Moisés “Eis que te tenho posto por deus sobre Faraó, e Arão, teu irmão, será o teu profeta.” (Êxodo 7:1) Nesse tempo alguns do povo hebreu já tinha acesso ao aprendizado dos códigos de comunicação dos egípcios. Podemos ver isso quando Deus manda Arão irmão de Moisés que não tinha sido criado no palácio a ser porta voz de Moisés. Deus tirou o povo com braço forte do Egito e o conduz pelo deserto para Recomeçar a vida como nação.
    
          Israel passou muito anos escravo de Faraó e com todo e sofrendo muito, vivendo com a dureza do serviço, os castigos e açoites e, principalmente, com a convivência com os ídolos e deuses estranhos do Egito, Israel tinha perdido sua identidade como nação. Foi um recomeço, a verdadeira fundação da nação dos  Judeu. Deus precisou se comunicar e detalhar Sua Lei, foi preciso inserir nos livros escritos por Moisés tudo o que Israel podia e não podia fazer como cidadão de uma nação livre. Tendo um líder humano e sábio como moisés não era difícil logo aparecer pessoas instruídas e conhecedoras da comunicação verbal e não verbal para dar continuidade no processo de comunicação naquela sociedade.
          O período dos juízes foi um tempo que durou de 1.400 a 1.100 A.C período de 300 anos. Nessa época a escrita já era conhecida dos povos da terra e a existência de livros em forma de pergaminhos ou códices, o livro era escrito em forma de rolo preso a dois cabos de madeiras que facilitava o manuseio. A bíblia não existia no formato que usamos hoje, isso só foi possível a partir do século 14° quando Gutenberg criou a impressão depois dos chineses terem criado o papel no Século II.
          A comunicação escrita da Bíblia ela mesma faz menção. Os dois materiais usados para escrita pelos antepassados são os papiro e pergaminho. O Papiro era extraído de uma planta aquática que se chamava papiro. Já o pergaminho o pergaminho era feito da pele dos animais, o mais velho que a bíblia faz menção é o Papiro em Jó 8.11, Ex 2.3, is 18.2 seu uso começou no Egito a 3.000 AC. Já o pergaminho ficou conhecido a partir do Século I, na Ásia menor, e foi citado por Paulo em 2 TM4.13
          A comunicação falada e escrita é chamada de língua viva. A cada dia novas palavras vão se incorporando ao vocabulário. Isso se deu desde a antiguidade. Foram os índios americanos os primeiros a usarem a fumaça como sinais de distancia. Eles usavam um cobertor para cobrirem as fogueiras em intervalos de tempo, assim o fogo abafado fazia a fumaça. Isso em 3.300 A.C

           Hoje conhecemos o correio como um sistema eficiente de entrega de correspondência. Mas, foi com Ciro II Rei da Pérsia no ano de 550 A.C que criou uma forma dos Homens que levavam cartas a cavalo terem um ponto de parada onde pudesses descansar e alimentar os cavalos antes de continuar a viagem.
           Foi a partir de 1455 que Johannes Gutenberg criou a impressão, nos moldes que conhecemos hoje. A bíblia foi o primeiro livro impresso. Foi a partir dessa data que começou a publicação de livros. Hoje desfrutamos de uma infinidade de livros que podemos ler e aprender através deles graças ao empenho de Johannes Gutenberg que se dedicou a Criação da impressão.
           No século 18 que surgiu o telegrafo e o radio. O primeiro foi criado em 1837 por Samuel Morse (1791-1872) para tocar mensagens para o governo americano entender enquanto que o segundo apareceu em  1893 e tem como seu criador o
italiano Guglielmo Marconi (1874-1937).

          A televisão foi precedida pelo kinoscópio; em   1929 por um cientista russo chamado Vladimir Zworykin (1889-1982) o Kinoscópio  foi a peça chave e de estudo para a criação da televisão.Em 1960 os EUA, envia para o espaço um satélite que enviava sinais para a terra   e foi a partir dessa satélite lançado que em 1994 O governo americano liberava a circulação da World Wide Web. Uma forma de troca de informações entre as redes de computadores militares. Daí surge os computadores e as redes de comunicação online.


Pastor Roilton Alves
 

Postagens mais visitadas